Oi, tudo bem com vocês?

Vamos ler mais histórias hoje *-* 

Como você se tornou leitor? Nos envie sua história e fotos (se desejar) para publicarmos aqui e continuar com nossa coluna semanal - saymybook@hotmail.com.




Oi, aqui é a Daniele Costa.

Tive que voltar um pouco no tempo pra lembrar como tudo aconteceu, mas sinto que sempre fui leitora mesmo quando não sabia ler. Minha mãe me conta que desde que eu era criança eu era apaixonada por histórias e pedia para que ela lesse para mim direto e quando ela não fazia isso eu deitava na cama ou na rede (mais na rede do que na cama, tem até fotos  disso aqui em casa), pegava um livro (geralmente era o da Bela e a Fera) que tinha aqui em casa que era cheio de imagens e começava a imaginar a história com base no que ela me contava  e ficava assim por horas, segundo a minha mãe.
Quando fui crescendo mais um pouquinho comecei a ler os textos dos meus livros de gramática. Lembro que um dos que mais gostava era o que contava a história de uma menina e seu peixinho dourado de estimação, o Igor (li tanto que ainda lembro os nomes dos personagens o que é meio incrível). Enfim, na história Igor e Mabel - que era o nome da menina - se gostavam muito. Um dia a Mabel chegava em casa e o Igor tinha morrido e ela não conseguia aceitar isso, mas então ela descobre - com a ajuda do Igor - que ele não havia morrido de verdade ele tinha apenas se mudado para um lugar especial dentro do coração de Mabel e que agora sempre que ela quisesse visitá-lo bastava ela procurá-lo na caverna das "Boas Lembranças". Foi provavelmente também a primeira história que chorei, haha. 

Com o passar do tempo eu fui querendo ler mais e mais e comecei a procurar histórias até que encontrei uma comunidade no Orkut onde as pessoas, em geral meninas, podiam compartilhar suas histórias. Aquela comunidade era ótima, podia encontrar de tudo! Foi a partir dela que conheci os romances Halerquin e também Crepúsculo que foi o primeiro livro que pedi para comprarem para mim e a partir dele veio muitos outros que guardo com muito carinho na minha estante <3.



 

Oi! Aqui é a Luiza do Balaio de Babados.

Desde pequena, meus pais sempre incentivaram a leitura para mim e meu irmão. Todo dia, quando voltava do serviço, meu pai trazia um gibi da turma da Mônica. Formavam pilhas aqui em casa. Na escola que eu estudei até os 9 anos, havia uma sala amontoada de livros que eles insistiam em chamar de biblioteca. Li quase todos os livros de lá até que mudei de escola que, de tão pequena era, não havia biblioteca. Sim, pasmem.

Nos anos em que estudei da 5ª até a 8ª série na escola pequena(na minha época, isso correspondia ao que é hoje 6º ao 9º ano), uma das minhas tias que carrego o nome, Luiza, praticamente todo mês me dava um kit que , se não me engano, era distribuído pelo governo, com 5 livros: um de poesias, um de contos, um de literatura nacional, um de algum clássico e um de peça de teatro. Lembro que em um desses, veio uma versão beeeeeem resumida de Os Miseráveis. Foi o 1º livro “adulto” que li e até hoje é uma das minhas obras favoritas.

No ensino médio também mudei de escola, mas, dessa vez, havia uma biblioteca. Porém, era tanta burocracia pra se alugar um livro que eu acabei desistindo dela. Até que uma amiga minha, no 2º ano, comentou ali perto havia a biblioteca do SESC e que era só ser associado que teria acesso. Infernizei a vida no meu pai, até que ele foi renovar o cadastro dele e me por como dependente. A partir daí, foi só alegria. Lembro que o 1º livro que aluguei foi Harry Potter e o Enigma do Príncipe, sendo que só havia assistido aos 4 filmes lançados e não tinha lido A Ordem da Fênix. Quem disse que eu me importei? Foi nessa biblioteca que tive meu primeiro contato com meus autores preferidos: Stephen King (com o livro Celular), Sidney Sheldon (com o livro Se Houver Amanhã) e Nora Roberts (com o livro Dançando no Ar).

A partir daí, foram livros atrás de livro e sempre descobrindo novos autores e adquirindo livros favoritos. Lembro que eu fiquei chocada quando li minha primeira cena de sexo nesse 1º livro da Nora que li. Eu lia escondida com medo dos meus pais descobrirem. Mas, nada se compara com o 1º erótico que li, chamado Falsa Submissão. Sendo um thriller erótico, as cenas eram bem pesadas em alguns momentos que ele foi o responsável pela minha 1ª ressaca literária.

Cada livro/estilo literário tem uma história por trás que, se eu fosse contar aqui, esse texto ia ser maior que os livros do George Martin juntos. Só sei que esse será um hábito que certamente irei passar para os meus filhos.




Mais uma semana com história ótimas. Eu simplesmente amo essa coluna, amo ler como todos vocês chegaram até aqui <3

Que mais história venham, até a próxima *-*

38 Comentários

  1. Ei, Jess!
    Essa coluna realmente é muito bacana. É interessante conhecer as experiências de leituras de outras pessoas.
    Em breve, pretendo mandar meu texto pra vocês e compartilhar com seus leitores como me tornei leitor.

    Abraços,
    http://entreserieselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jess!
    Achei muito legal participar da coluna.
    É sempre bom compartilharmos nossas histórias.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Olá meninas; adorei conhecer um pouquinho da caminha literária de vocês.
    Eu me lembro do meu primeiro livro lido realmente, se chamava O menino narigudo do Walcir Carrasco, ganhei da minha mãe. Enfim... É bom relembrar.

    Beijos da Camila.
    http://cabinedeleitura1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, é bom relembrar :D mande sua história pra gente :D bj

      Excluir
  4. Oii!
    É tão divertido e criativa essa coluna. Gostei bastante de ter participado :D
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
  5. Olá Jess!
    Me identifiquei com o começo do relato da Luiza. Também li muita Turma Na Mônica quando criança <3
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas

    ResponderExcluir
  6. Muito legais essas novas histórias.
    Bom final de semana.

    http://jj-jovemjornalista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá Flor
    Tudo bem??
    Adorei as histórias, acho incrível quantas pessoas iniciaram a leitura com Harry Potter!! Eu mesma sou uma delas e quando leio histórias assim me identifico! Lia muitos gibis da turma da Mônica também!!
    Adorei post
    beijos
    http://resenhaatual.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  8. Olá, Jess!
    que coluna legal! Quando eu estiver com um pouco mais de tempo, vou contar a minha história também! Achei a das meninas muito interessante e a da Luiza até parece um pouco com a minha, por envolver Harry Potter, mas comigo foi um tiquinho diferente.

    Enfim, estou seguindo seu blog e gostaria de convidá-la ao meu blog (também falo de livros, aliás), se gostar será muito bem-vinda, viu?

    Abraços! | Blog Entretanto

    ResponderExcluir
  9. Oi Jess!
    Adorei!
    Essa coluna é super bacana...
    Quero participar! Vou enviar a minha história agora mesmo!

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    http://www.pausaparapitacos.blogspot.com.br - @pausaparapitacos

    ResponderExcluir
  10. Olá meninas!
    A coluna como sempre arrasando!
    Frequento o blog da Luiza, e ler sua história foi bem legal. Acho horrível as bibliotecas terem tanta burocracia. Deveria ser mais fácil para incentivar mais a leitura.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :D pois é, aqui na minha cidade mal tem opções, vou montar uma biblioteca! kkkk

      Excluir
  11. Oi, Jess! Tudo bem? Como já disse aqui antes, essa coluna é ótima! Adorei as convidadas de hoje! *-* Visito e curto muito o blog da Luiza! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/2015/10/resenha-premiada-muito-mais-que-5inco.html <- Tá rolando promoção do livro "Muito Mais Que 5inco Minutos" lá no blog! ;)

    ResponderExcluir
  12. Aeee, amo essa coluna!

    Beijos,

    http://sweetlikecaramel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Adorei a história da Daniele, pois eu costumava fazer uma coisa muito parecida. Antes de saber ler, eu me lembrava de pegar livros de histórias infantis e ficar imaginando o que tinha escrito a partir das imagens. Acho que nasci pra ser viciada em livros mesmo hahaha.

    Beijos,
    Bia.

    www.nasuaestanteblog.blogspot.com | @NaSuaEstante_

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ain *-* hahahahaha realmente, nasceu pra ler. bj

      Excluir
  14. adoro essa coluna! sempre acompanho, to querendo escrever sobre a minha história! quando tiver um tempinho eu escrevo =D


    bjus
    http://tutiaah.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi, Jess, tudo bem?

    Adoro essa coluna! Assim como a Lu, eu também ganhava muitos gibis e almanaques e adorava! Também fiquei chocada quando li uma cena de sexo em um livro pela primeira vez! hahahaha
    Sou velha, sabe? hahaha
    Naquela época tudo era mais velado tanto na TV quanto nos filmes, hoje em dia acho que alguém que nunca leu nenhuma cena de sexo nem se chocaria tanto, mas eu fiquei morta de vergonha!
    Hoje em dia adooooooro! hhahahahaha 3:)

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahahahahah hoje em dia é mais comum ;x
      obrigada :D

      Excluir
  16. Oi Jess!
    Gostei muito do post, muito bom conhecer outros leitores e trocar esta experiência. Achei engraçado a Luiza dizendo que lia as cenas de sexo escondida dos pais hahaha
    Também comecei a ler desde pequena, com livros de contos de fadas, gibis...Dá uma grande nostalgia lembrar.
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Olá, Jess.
    Gosto muito dessa coluna, trás nostalgia e troca de experiência entre os leitores :D
    Algumas partes dos depoimentos são bem engraçados hsuahsua
    Um Abraço,Borboletas de papel

    ResponderExcluir
  18. Noossa comunidade com histórias, fanfics, hahaha que saudades desse tempo!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "A Espada do Verão", vem conferir!

    ResponderExcluir
  19. Oi Jess, tudo bem?
    Linda essa coluna. <3
    É impossível não ficar relembrando nossas próprias experiências. =)
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir